top of page

Cuidados ao contratar um influenciador digital mirim





No mundo digital em constante evolução e na era do marketing de influência,  o surgimento de “influenciadores digitais” se tornou uma realidade que já é apontada por especialista como uma das melhores estratégias de marketing. Nesse sentido, um importante nicho de influencers também surgiu: os influenciadores digitais mirins.

Com a ascensão das redes sociais, empresas buscam cada vez mais parcerias com esses jovens talentos para promoverem seus produtos e serviços. No entanto, é fundamental que essa relação seja estabelecida de forma ética e legal, considerando especialmente a idade e o contexto delicado envolvido.


Assim, alguns cuidados essenciais que devem ser tomados ao contratar influenciadores digitais mirins, visando proteger tanto a empresa quanto o próprio influenciador menor de idade.


1. Conformidade com a legislação vigente:

A contratação tem que estar em estrita conformidade com as leis locais relacionadas ao trabalho infantil, publicidade direcionada a menores e proteção de dados.


2. Contrato formal:

Toda a contratação deve ser feita por escrita, em um contrato que detalhe como irá funcionar a prestação dos serviços do influenciador, com todos os pontos bem esclarecidos.


3. Autorização dos Responsáveis Legais:

Em diversas situações, o consentimento por escrito dos responsáveis legais do influenciador mirim será indispensável. Esse documento deve detalhar claramente os termos do contrato, incluindo a remuneração, prazos, e como a imagem e conteúdo serão utilizados.


4. Proteção da Privacidade:

A privacidade e segurança do influencer devem ser garantidas. Assim, deve-se evitar a divulgação de informações pessoais, como endereço, escola e rotina diária.

Devem ser adotadas medidas adequadas para evitar exposição indevida.


5. Conteúdo Adequado para a Idade:

O conteúdo promovido deve ser apropriado para a faixa etária do influenciador digital mirim, evitando-se, assim, publicidades que possam ser prejudiciais ao seu desenvolvimento ou que violem normas éticas.


6. Educação Financeira

O influenciador mirim e seus responsáveis têm que saber, claramente, como funcionarão os pagamentos, impostos e quaisquer obrigações financeiras decorrentes do contrato.



A contratação de influenciadores digitais mirins pode ser uma estratégia eficaz, desde que seja realizada com responsabilidade e respeito à legislação vigente.

Ao seguir esses cuidados, não apenas garantimos a integridade do influenciador, mas também a segurança da empresa que está contratando e contribuímos para um ambiente digital mais seguro e ético.


Lembramos que este texto serve apenas como orientação geral e é crucial consultar um profissional especializado em direito digital para obter aconselhamento específico conforme o contexto jurídico local. Afinal, a proteção dos direitos dos influenciadores digitais mirins é uma responsabilidade compartilhada entre empresas, responsáveis legais e a sociedade como um todo.


16 visualizações

Comments

Rated 0 out of 5 stars.
No ratings yet

Add a rating
bottom of page